Imagem: Pinterest

 

Amanhã será domingo de Ramos, o início da Semana Santa. E quem tem criança em casa, sempre procura histórias e maneiras de celebrar essa festividade. Aqui no site, temos várias histórias e posts sobre o tema e deixarei os links no final desse artigo.

Mas hoje é dia de história nova! Uma História de coração para coração escolhida pela Simone, que disse assim:

“Essa história me faz refletir que onde há morte, há ressurreição, o ressurgir da vida. E quando isso acontece movido por um amor incondicional, a alma respira, se inspira e age na mesma intenção. Essa é a imagem que procuro trazer às crianças na época da Páscoa”.

 

 

Os três Coelhinhos no Himalaia

 

Era uma vez três coelhinhos no alto do Himalaia. Um era todo branco, outro todo marrom, e o terceiro branco e marrom. Queriam muito ir para o céu, mas disseram para eles que no céu não entra nenhum bichinho.

Mas como eles queriam muito, passavam o dia todo rezando. Rezaram, rezaram até que um dia Deus escutou, chamou a lua e disse:

– “Ouvi três coelhinhos rezando. Quero que vá até a casa deles”.

Um dia, a lua vestida de viajante veio e disse:

– “Sou um viajante. Andei muito, estou bem cansado. Você me deixa descansar, comer algo com você?”

Imediatamente, o coelho marrom ofereceu uma poltrona para descansar e providenciou um jantar bem caprichado.

Depois, caminhando, o viajante chegou a casa do coelho branco e marrom. Bateu à porta dizendo que era um viajante que estava muito cansado e faminto. O coelho demorou um pouco para atender e não foi muito atencioso. Ajeitou algo para o viajante, mas não se sentou com ele. O viajante ficou aborrecido.

Por fim, o viajante bateu à casa do coelho branco. Ninguém atendeu. Ele tornou a bater. Depois de um longo tempo, apareceu o coelho branco, pedindo desculpas pela demora. Ele estava arando e não escutara. O viajante disse que estava cansado e faminto. O coelho branco não tinha cadeira para oferecer; limpou um cantinho do chão e pediu para que ele se sentasse ali no cantinho. Depois foi procurar algo de comer para dar do viajante, mas nada encontrou. O viajante continuava com fome. O coelho procurou, procurou e nada encontrou.

Então teve uma ideia: pôs água numa panela e levou-a ao fogo. Foi até a sala e perguntou ao viajante:

– “Você come carne? Não encontrei outra coisa para você comer. Vou lhe dar o que tenho de mais precioso”.

Assim dizendo chegou perto da panela e pulou. O viajante veio correndo mas, quando chegou perto do fogo, o coelhinho branco já estava cozido. O viajante ficou muito assustado.

Já no céu a lua foi falar com Deus e o viu com um coelhinho branco no colo. A lua contou o que havia acontecido dentro das casas dos três coelhinhos e que ele havia tentado evitar que o coelho pulasse dentro da panela, mas não havia dado tempo.

Deus disse:

– “O coelho branco está aqui, junto de mim, Só que não sei o que fazer com ele aqui no céu. O sol, as estrelas, as nuvens, não têm um lugar para ele”.

A lua então disse:

– “Deixe-o vir comigo”. E o coelhinho branco passou a viver junto com a lua.

E é por isso que na época da Páscoa a gente olha para a lua e vê um coelhinho sentado nela.

 

Simone Lôpo – baiana, esposa, filha, mãe de dois filhos, atualmente atuando como professora de classe do 4o ano na Escola Waldorf Anabá, de Florianópolis.

 

 

Tudo sobre a Páscoa em família:

4 dicas para tornar a Páscoa uma festa inesquecível

Como comemorar a Páscoa com as crianças?

Duas histórias divertidas com Coelhos para a Páscoa

História nova para a Páscoa – A Coelha e a Estrela

Uma história para a Páscoa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *